Se Liga News



29/11/2018

Escavação encontra peças que pertenceram a Pôncio Pilatos

Anel do governador romano que mandou crucificar Jesus é a mais importante



Uma escavação arqueológica liderada pelo professor Gideon Forster, da Universidade Hebraica de Jerusalém, encontrou milhares de peças no Heródio. O local é uma colina localizada 12 km ao sul de Jerusalém, no deserto da Judeia. Em seu topo havia um palácio fortificado onde foi posteriormente enterrado o governador romano que julgou Jesus.
A maioria dos artefatos estava em um museu desde o final da Guerra dos Seis Dias, em 1969, quando foram iniciadas as escavações como parte dos preparativos para abrir o local aos visitantes.
Somente este ano, através do uso de novas tecnologias, foi possível analisar mais cuidadosamente as inscrições em muitas dessas peças. Os resultados foram divulgados este mês pela equipe que trabalha atualmente no sítio arqueológico, liderada pelo Dr. Roee Porath, também da Universidade Hebraica, reportou o jornal Haaretz.
O nome histórico só foi “lido” em um anel de bronze após ser fotografado com o uso de uma câmera especial nos laboratórios da Autoridade de Antiguidades de Israel. A inscrição no que aparentemente era um anel usado para assinar documentos incluía a imagem de uma taça de vinho com a inscrição em grego “Pilatus”.

Anel de Pôncio Pilatos
Anel de Pôncio Pilatos

O nome obviamente é do governador romano Pôncio Pilatos, mencionado no Novo Testamento. Ele foi o quinto dos governadores romanos sobre Judá e o mais importante deles. Seu governo se estendeu entre os anos 19 a 36, ​​segundo os historiadores.
Este era um nome raro em Israel daquela época, diz o professor Danny Schwartz. “Não conheço nenhum outro Pilatos do período e o anel mostra que ele era uma pessoa de influência e riqueza”, disse Schwartz.
Esse tipo de anel era uma marca registrada da cavalaria na época romana, à qual Pilatos pertencia. O anel é bastante simples, portanto, os pesquisadores acreditam que ele foi usado pelo governador no dia a dia de trabalho, ou pertencia a um de seus funcionários ou alguém em seu tribunal, que o usaria para assinar documentos em seu nome.
A fortaleza de Heródio foi construída por Herodes, daí a origem de seu nome. Após sua morte no primeiro século, tornou-se um enorme cemitério. A parte superior do complexo continuou a ser usada por oficiais romanos que governavam a Judéia naquela época. É provável que Pilatos também tenha usado o Heródio como sede administrativa do governo. Há vestígios que, anos mais tarde, o local abrigou uma grande aldeia cristã.

Fonte: Gospel Prime
  • Comentários no Blogger
  • Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Escavação encontra peças que pertenceram a Pôncio Pilatos Rating: 5 Reviewed By: Oedimar Oliveira