Se Liga News



29/11/2018

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL: UMA VIAGEM A CORINTO

Versículo do dia
"E depois disto partiu Paulo de Atenas, e chegou a Corinto.", At 18.1

Para impactar
Paulo continua sua missão, agora em Corinto, com a mesma coragem, as mesmas perseguições, porém, confortado pela doce voz do seu Senhor.

Textos de Referência.
At 18.1-18
Introdução
A visita de Paulo a Corinto foi marcada por bons momentos, pois houve conversões, novos discípulos e o conforto do próprio Jesus diante de tão longa caminhada.

#pontochave
“Quando nos dispomos a fazer a vontade diretiva de Deus, perseguições e tribulações são só detalhes, o que realmente importa é saber que a boa mão do Senhor trabalha em nosso favor.”

1. CONHECENDO CORINTO
Corinto foi a penúltima cidade por onde Paulo passou, e como não poderia ser diferente, foi marcado por discussões, conversões e agir de Deus.

1.1 A cidade de Corinto
Uma cidade localizada na Grécia, que controlava rotas comerciais entre o norte da Grécia e Peloponeso. Era muito conhecida por seus dois portos, o de Lacaeum e o de Cencréia, transformando Corinto num grande polo comercial. Corinto ficou conhecida por causa dos vários deuses que continha, entre eles Afrodite, a deusa do amor, transformando a cidade num lugar imoral. Em 146 a.C., Corinto foi arrasada pelo cônsul Mummius, e só voltou a se reerguer 100 anos depois por César. Corinto também ficou marcada pela estadia de 1 ano e 6 meses de Paulo, e, posteriormente, por suas duas cartas enviadas para este povo.

1.2. Chegando em Corinto
Quando Paulo chegou em Corinto encontrou Áquila e sua mulher Priscila, um casal de judeus que lhe ajudou por um tempo, já que seu ofício era fazer tendas. A Bíblia não diz, mas existe uma probabilidade de esse casal, quando se encontrou com Paulo, já era convertido ao Senhor. Esse casal se tornou tão amigo de Paulo que posteriormente arriscaram suas vidas a favor dele.

"Saudai a Priscila e a Áquila, meus cooperadores em Cristo Jesus,
Os quais pela minha vida expuseram as suas cabeças; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios.", Rm 16.3,4

#pararefletireadorar  "Deus não espera que submetamos nossa fé a ele sem razão, mas, os próprios limites da nossa razão tornam a fé uma necessidade". Agostinho

2. FAZENDO A OBRA
"Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.",1 Co 15.58

2.1. Pregando a Palavra sempre
Em Corinto, todos os sábados, Paulo debatia na sinagoga, e convencia judeus e gregos, revelando-lhes que Jesus era o Cristo (o Rei Ungido).
Paulo, em sua carta aos Filipenses, deixa muito claro o seu conceito sobre Jesus, conceito digno de toda aceitação.
"Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.", Fp 2.10,11
Alguns judeus resistiam e blasfemavam contra a mensagem de Paulo, o que fez Paulo partir dali, e trabalhar a mensagem da cruz com os gentios.

"...pois seu interesse era que o nome de Jesus fosse conhecido por todos os povos."

2.2. Jesus fala com Paulo 
Após sair da Sinagoga, Paulo vai a casa de Tito Justo, que morava vizinho ou no próprio terreno da sinagoga, e ali Paulo traz uma mensagem em que Crispo, que era o principal da sinagoga, e sua família aceitam a Jesus como salvador, e logo são batizados.
E naquele lugar, Jesus reafirma seu compromisso com Paulo,  demonstrando os cuidados de Deus sobre a vida desse missionário.
"E disse o Senhor em visão a Paulo: Não temas, mas fala, e não te cales;
Porque eu sou contigo, e ninguém lançará mão de ti para te fazer mal, pois tenho muito povo nesta cidade.", At 18.9,10
Com esta afirmação, Paulo ainda ficou em Corinto por um ano de seis meses. 
Jovem, não se preocupe, Deus sempre confirmará a chamada de alguém que se dispõe a servir o Senhor diligentemente.

3. APRESENTADO A GÁLIO
"Mas, sendo Gálio procônsul da Acaia, levantaram-se os judeus concordemente contra Paulo, e o levaram ao tribunal,", At 18.12

3.1. Mais um livramento do Senhor
Paulo mais uma vez foi acusado injustamente, desta vez disseram a Gálio que ele persuadia os homens a servir a Deus, porém, contra a lei.
Por mais que os inimigos preparem caminhos para derrubar o justo, o Senhor estará sempre a nos guardar.
"Vós, que amais ao Senhor, odiai o mal. Ele guarda as almas dos seus santos; ele os livra das mãos dos ímpios.",Sl 97.10
Gálio não encontrou provas que comprovassem qualquer tipo de falta cometido por Paulo, e assim o libertou, e expulsou a todos os que estavam no tribunal.

3.2. Revolta dos judeus
Após Paulo ser liberado do tribunal, os judeus feriram a Sóstenes, principal da sinagoga, porém Gálio era indiferente quanto a situação.
Paulo ainda fica por alguns em Corinto, e logo se despede dos irmãos e vai para a Síria, e juntamente com ele vão Priscila e Áquila.
Paulo foi embora, porém seu legado permaneceu, pois seu interesse era que o nome de Jesus fosse conhecido por todos os povos.
"Porque nunca deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus.", At 20.27

Conclusão.
Quando nos dispomos a fazer a vontade diretiva de Deus, perseguições e tribulações são só detalhes, o que realmente importa é saber que a boa mão do Senhor trabalha em nosso favor.

#aprendeu

1. Chegando em Corinto quem Paulo encontrou?

2. Alguns judeus resistiam e blasfemavam contra a mensagem de Paulo, o que fez Paulo?

3. O que fez Gálio diante das acusações contra Paulo?

Fonte: Revista Betel Conectar

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE EM NOSSOS ANÚNCIOS! 
  • Comentários no Blogger
  • Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL: UMA VIAGEM A CORINTO Rating: 5 Reviewed By: Oedimar Oliveira