"Jesus Cristo e os benefícios da Nova Aliança" - Se Liga na Informação



"Jesus Cristo e os benefícios da Nova Aliança"

Compartilhar isso


"Jesus Cristo e os benefícios da Nova Aliança"
“Por isso mesmo, ele é o Mediador da nova aliança, a fim de que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia sob a primeira aliança, recebam a promessa da eterna herança aqueles que têm sido chamados” (Hb 9.15).

Jesus Cristo, como o Rei medianeiro, administra a seu povo os benefícios de seu pacto; e, por sua providência, sua Palavra e seu Espírito, ele os faz individualmente recipientes dessas bênçãos, consoante de sua vontade. Tais benefícios ele oferece a todos os homens no evangelho. Ele promete concedê-los sob a condição de serem recebidos. No caso de seu próprio povo, ele opera neles a fé, e como seu Fiador se compromete por eles e faz o bem a tudo o que é interrompido ou comunicado através de sua agência. Em toda e qualquer esfera de nossa experiência, todo dever cristão é uma graça cristã; porque só podemos cumprir as condições de arrependimento e fé quando nos é concedido por nosso Fiador. Todas as graças cristãs envolvem também os deveres cristãos. De modo que Cristo imediatamente nos adquire a salvação e no-la aplica; nos manda agir e opera em nós a obediência; nos oferece graça e vida eterna sob condições e nos dá as condições e a graça e a vida eterna. O que ele nos dá também espera que o exerçamos. O que ele nos ordena também no-la dá imediatamente. Vistos pelo prisma de Deus, a fé e o arrependimento são os dons do Filho. Visto pelo nosso prisma, são deveres e graciosas experiências, os primeiros sintomas da salvação iniciada - instrumentos pelos quais mais graça pode ser obtida. Vistos em conexão com o pacto da graça, eles são elementos da promessa do Pai ao Filho, condicionada por sua obra medianeira. Vistos em relação com a salvação, são indícios de seu início e condições sine qua non de sua concretização final. Medita estas coisas!


Alexander A. Hodge (1823-1886)

Nenhum comentário:

Postar um comentário