Xuxa diz ter sofrido abusos sexuais da infância à adolescência - Se Liga na Informação


Xuxa diz ter sofrido abusos sexuais da infância à adolescência

Compartilhar isso

Xuxa diz que foi vítima de abuso sexuais dos quatro aos 13 anos. Ela conta os detalhes em um relato doloroso, daqueles difíceis de ler.


Não é a primeira vez que Xuxa fala sobre o fato de ter sido vítima de abusos sexuais quando era criança, mas, dessa vez, ela resolveu contar detalhes dolorosos a respeito de como eles aconteceram. Em um ato de coragem, a apresentadora revirou o passado em sua coluna na Vogue.
O texto é difícil de ler, pois expõe todo o sofrimento de Xuxa e é detalhista quanto ao que aconteceu com ela. Portanto, frisamos aqui o alerta de gatilho.
A apresentadora inicia seu relato dizendo que o primeiro abuso sexual deve ter acontecido quando ela tinha por volta de quatro anos. Meio grogue por conta de um elixir para abrir o apetite e por ingerir uma mistura de vinho, água e açúcar, ela lembra de estar cochilando na sala de casa ao ser violentada. “Me lembro de um cheiro de álcool de alguém, uma barba que machucou o meu rosto e algo que foi colocado na minha boca”.
Mais tarde, dos cinco aos dez anos, mais ou menos, Xuxa diz que era abusada por primos. Mais velhos, eles costumavam tocar suas genitais sempre que tinham oportunidade. Acontecia durante viagens de carro, em que crianças e adolescentes ficavam amontoados, e quando os primos dormiam todos juntos.
Com 11 anos, ela conta que foi assediada por um professor. “Ele disse que queria me deixar só de calcinha e colocar nas minhas coxas. Me perguntava: o que seria isso? Foi então que eu vi pela primeira vez alguém se masturbar”, diz Xuxa. Segundo a apresentadora, ele voltou a se masturbar na sua presença, dizendo que iria “colocar nas coxas” num futuro próximo.
E o relato não para por aí. Segundo Xuxa, ela também foi abusada pelo namorado de sua avó e pelo melhor amigo de seu pai, durante a puberdade. O primeiro apertou seus pequenos seios – que ela chama de “quase seios” – com força em uma ocasião. “Doeu e eu o fiz parar, e ele disse que era só um carinho e que só o ‘vovô’ podia fazer porque me amava como neta”. O homem também se tocava olhando para ela quando a avó não estava por perto.


Por fim, o melhor amigo de seu pai é o único homem cujo nome é revelado: Álvaro. “Ele dormia no meio de todos [na varanda da casa de praia] para fazer companhia e cuidar das crianças, mas eu acordava com sua mão me tocando”.
A apresentadora diz que Álvaro chegou a beija-la a força quando ela tinha 13 anos. “Ele disse: ‘Dá um abraço no seu padrinho, faz tempo que você não faz isso’ e me encurralou na parede de pedras da varanda e colocou suas mãos por debaixo da minha camiseta. Eu estava de biquíni e camisetão. Ele tentou beijar minha boca”. Xuxa diz que correu para a praia, chorando muito – e que resolveu ficar calada. “Pensei: se falo pra minha mãe, eles vão se separar, pois ele era o melhor amigo do meu pai. Se falo para o meu irmão, ele vai querer matá-lo”. 
Vale lembrar que dez entre dez pesquisas sobre o abuso sexual de crianças afirma que esse tipo de violência costuma acontecer dentro de casa e que os agressores geralmente são adultos nos quais a criança confia. Pais, padrastos, tios, avós, amigos da família… e por aí vai. Dados do Ministério da Saúde revelam que as notificações desses abusos aumentaram 83% entre 2011 e 2017.
“Nós geralmente não queremos falar, porque é feio, porque não é certo, porque aprendemos que sempre tem que ter um culpado numa situação como essa. E é claro que nos sentimos culpados – eu me sentia culpada apenas por existir”, escreve Xuxa na finalização de seu texto, mais uma vez resumindo o sentimento de inúmeras mulheres e meninas que passaram por alguma situação semelhante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário







Zattini













































Não deseja mais receber nossas mensagens? Acesse esse link.



























































As ofertas anunciadas neste e-mail são válidas até 25/03/2019 ou enquanto durarem os estoques.



Preços e condições

Preços e condições válidos somente para compra por meio desta mensagem.

Caso haja diferença de preço ou descrição do produto entre este e-mail e o site, a condição válida e praticada será a do site.

Compras feitas com cartões podem ser parceladas em até 10x sem juros, respeitando-se o valor da parcela mínima de R$ 25,00.



Promoções

As promoções na Zattini não são cumulativas.

As promoções classificadas como "Só Hoje" são válidas somente na data de disparo deste e-mail

Trata-se de um aviso informativo, não significa que você está comprando este produto nem tenha feito uma reserva de compra deste item.

As imagens encontradas no e-mail são meramente ilustrativas.

Para esclarecer dúvidas ou enviar sugestões, acesse nossa central de relacionamento, escreva para sac@zattini.com.br ou ligue (11) 3028-5353.

Nosso endereço: Rua Vergueiro, 943 - Liberdade - CEP 01504-000 - São Paulo - SP - Brasil







Não deseja mais receber nossas mensagens? Acesse esse link.