Se Liga News



24/10/2018

Um Salmo de Suficiência




"Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há fala, nem palavras; não se lhes ouve a voz. Por toda a terra estende-se a sua linha, e as suas palavras até os confins do mundo. Neles pôs uma tenda para o sol, que é qual noivo que sai do seu tálamo, e se alegra, como um herói, a correr a sua carreira. A sua saída é desde uma extremidade dos céus, e o seu curso até a outra extremidade deles; e nada se esconde ao seu calor. A lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do Senhor é fiel, e dá sabedoria aos simples. Os preceitos do Senhor são retos, e alegram o coração; o mandamento do Senhor é puro, e alumia os olhos. O temor do Senhor é limpo, e permanece para sempre; os juízos do Senhor são verdadeiros e inteiramente justos”. 


“Mais desejáveis são do que o ouro, sim, do que muito ouro fino; e mais doces do que o mel e o que goteja dos favos. Também por eles o teu servo é advertido; e em os guardar há grande recompensa”. 



“Quem pode discernir os próprios erros? Purifica-me tu dos que me são ocultos. Também de pecados de presunção guarda o teu servo, para que não se assenhoreiem de mim; então serei perfeito, e ficarei limpo de grande transgressão”.



“Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor, Rocha minha e Redentor meu!" (Salmo 19:7-14).



A Palavra de Deus aborda todas as necessidades da alma.

O rei Davi era um homem de fortes contrastes. Ele conhecia a humildade de pastorear um rebanho e o prestígio de reinar sobre uma nação. Ele experimentou gloriosos triunfos e derrotas amargas.



Ele buscou a Deus, mas também sofreu imensa culpa e dor de imoralidade e assassinato. Isso levou até mesmo o próprio filho a tentar tirar sua vida. Alguns de seus salmos refletem grande esperança e outros, desespero. Mas através de tudo isso ele continuou a olhar para Deus, sendo assegurado da soberania de Deus e da suficiência de seus recursos divinos.



No Salmo 19, Davi escreveu a declaração mais monumental feita sobre a suficiência das Escrituras. Ao estudá-lo nos próximos dias, tenha em mente que toda necessidade de sua alma ou de seu íntimo é, em última instância, espiritual, e Deus forneceu recursos suficientes para satisfazer completamente essas necessidades. Essa era a confiança de Davi. Pode ser a sua também.



Ao longo de nosso estudo do Salmo 19, peça a Deus que lhe dê novas percepções que lhe permitam apreciar e descansar mais plenamente em Suas provisões graciosas.



Releia o Salmos 19:1-14.
Que termos Davi usou para a Palavra de Deus?
Que benefícios a Palavra traz para os crentes?
Você está desfrutando desses benefícios?
  • Comentários no Blogger
  • Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Um Salmo de Suficiência Rating: 5 Reviewed By: Oedimar Oliveira