Política: Temer diz ter "absoluta convicção" de que Bolsonaro fará excelente governo - Se Liga na Informação



Política: Temer diz ter "absoluta convicção" de que Bolsonaro fará excelente governo

Compartilhar isso
Ao lado do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), o presidente Michel Temer (MDB) afirmou nesta sexta-feira (14) "com absoluta convicção e certeza", que Bolsonaro fará "um excelente governo". Temer participou na manhã desta sexta no Rio de Janeiro do lançamento do submarino Riachuelo, desenvolvido para patrulhar o pré-sal. O presidente eleito não discursou. Temer foi convidado pela Marinha para apertar o botão que lançou o submarino ao mar. Ao ter o nome anunciado, Temer chamou Bolsonaro e, junto do comandante da Marinha Eduardo Leal Ferreira, os três acionaram o equipamento. 

"Cumprimos nossa missão, implementamos ampla agenda de reformas, que está modernizando o país", disse Temer, que afirmou que o lançamento do submarino é motivo de orgulho para o país. "O dia 14 de dezembro de 2018 é data que ficará marcada em nossa história. Afinal, o lançamento ao mar do primeiro submarino de fabricação nacional é motivo de justificado orgulho para todos os brasileiros", afirmou Temer. Com 72 m de comprimento e pesando 1.870 toneladas, o S-40 Riachuelo transportará 35 marinheiros em viagens que podem durar 70 dias seguidos. O submarino também comporta torpedos e mísseis e pode espalhar minas navais no caminho de embarcações.

"Estamos dando prova renovada da excelência de nossa indústria naval. Juntos, os brasileiros somos capazes de superar qualquer desafio. De formação pacífica, o Brasil constrói seu submarino não para ameaçar qualquer que seja, constrói, porque um país com mais de 7.000 km de costa, não pode deixar de ter elementos para sua defesa", disse Temer durante a cerimônia. O custo total do projeto é de cerca de R$ 35 bilhões. Só a parte necessária para a construção de submarinos convencionais e as estruturas necessárias para eles operarem custará cerca de R$ 10 bilhões.


O acordo para a construção dos submarinos foi firmado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o então presidente da França Nicolas Sarkozy em 2009. Uma investigação francesa ligada à Operação Lava Jato investiga indícios de irregularidades no acordo apontados por delatores. Para Temer, é investimento para o progresso para o país: "Nada do que vemos aqui hoje seria possível sem planejamento, sentido de continuidade e visão a longo prazo."

Ministro da Defesa, o general do Exército Joaquim Silva e Luna afirmou durante a cerimônia que os marinheiros sabem que todo risco representa oportunidades de riquezas. "O mar é uma região que guarda um patrimônio de valor inestimável", disse. "É nosso dever zelar esse tesouro", complementou.

O lançamento desta sexta é o primeiro de uma frota de quatro novos submarinos de ataque. Um dos pontos altos da cerimônia foi o batismo do Riachuelo pela primeira-dama Marcela Temer. Ela foi escolhida como madrinha da embarcação. Para batiza-la subiu em uma escada posicionado ao lado do submarino e quebrou uma garrafa de champanhe no casco, em uma tradição naval originada no século 16 no Reino Unido."Nossa, que emoção", disse ela antes de quebrar a garrafa no submarino. "Eu te batizo, submarino Riachuelo. Que Deus te abençoe e abençoe a todos os que aqui navegarem."

O lançamento do S-40 Riachuelo contou com a presença de 23 autoridades dos três Poderes além dos convidados, segundo o cerimonial do Palácio do Planalto. Os submarinos são de tecnologia francesa, transferida e parcialmente modificada por especialistas brasileiros. O presidente francês, Emmanuel Macron, foi convidado para a solenidade. A crise dos "coletes amarelos" e as pressões da oposição no Legislativo, contudo, fizeram Macron desistir da viagem ao Brasil.

Comandante da Marinha Almirante de Esquadra, Eduardo Bacellar Leal Ferreira, afirmou durante a cerimônia que o lançamento é uma "conquista para a sociedade brasileira". O Prosub, programa de capacitação da força naval, começou há 10 anos. A meta é a produção de cinco navios --quatro muito avançados, da classe Scorpéne, de propulsão por motores diesel-elétricos, e um quinto submarino, de 6 mil toneladas, movido por energia nuclear, que será concluído até 2029.

Os modelos convencionais serão concluídos até 2022. Em Itaguaí, da área de mais de 1 milhão de m², cerca de 750 mil m² são ocupados pelo novo estaleiro, mais um "espaço líquido" de manobra. O investimento, ao longo de 20 anos, vai bater em R$ 37 bilhões. Até o final do ano, terão sido aplicados R$ 17 bilhões. A altura corresponde a um prédio de quatro andares e tem grande poder de fogo --por meio de lançadores de torpedos de 533 mm, mísseis antinavio e dispositivos para minagem. Nos próximos dois anos, ele estará submetido a testes e provas no mar.

Fonte:  https://noticias.uol.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário