O que significa "província" em Marcos 5:10? - Se Liga na Informação



O que significa "província" em Marcos 5:10?

Compartilhar isso



Você pergunta o que significa o termo "província" em Marcos 5:10, questionando se tem o sentido  territorial ou dimensional, ou ainda se os demônios estariam se referindo a um feudo de espíritos malignos. A passagem diz, na versão Almeida Corrigida Fiel (AFC) "E rogava-lhe muito que os não enviasse para fora daquela província." (Mc 5:10). Também em outras versões encontrei "país""território" e "região".


Não sei qual seria a resposta exata para sua pergunta, mas o termo poderia tanto estar falando da região dos gadarenos, pois é a mesma palavra grega "chora" usada no primeiro versículo, como também ao cemitério. Demônios aparentam apreciar a morte ou estar perto de mortos, daí a morada daqueles possessos gadarenos ser entre as tumbas.

Acredito que eles tenham necessidade de um corpo físico e por isso são saudosos do corpo tangível que podem ter tido no mundo pré-adâmico antes da queda de Satanás e da destruição do mundo antigo. Isso pode ter acontecido em um dilúvio sem sobreviventes hominídios ou animais, ao contrário do que veio depois, quando sobreviveram Noé e sua família. Em Gênesis 1:2 vemos que, decorrente desse juízo de Deus, a terra se tornou um caos de trevas e águas.

"No princípio criou Deus os céus e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas." (Gn 1:1-2).

Isaías diz que não foi assim que a terra teria sido originalmente criada:

"Porque assim diz o Senhor que tem criado os céus, o Deus que formou a terra, e a fez; ele a confirmou, não a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada: Eu sou o Senhor e não há outro." (Is 45:18).

Ao contrário dos anjos, que possuem um corpo espiritual com o qual se apresentam quando aparecem na Bíblia, podendo até ser confundidos com seres humanos, demônios são chamados também de "espíritos imundos"

"Depois apareceu-lhe o Senhor nos carvalhais de Manre, estando ele assentado à porta da tenda, no calor do dia. E levantou os seus olhos, e olhou, e eis três homens em pé junto a ele. (...) E vieram os dois anjos a Sodoma à tarde, e estava Ló assentado à porta de Sodoma; e vendo-os Ló, levantou-se ao seu encontro e inclinou-se com o rosto à terra; e disse: Eis agora, meus senhores, entrai, peço-vos, em casa de vosso servo, e passai nela a noite, e lavai os vossos pés; e de madrugada vos levantareis e ireis vosso caminho. E eles disseram: Não, antes na rua passaremos a noite. E porfiou com eles muito, e vieram com ele, e entraram em sua casa; e fez-lhes banquete, e cozeu bolos sem levedura, e comeram. E antes que se deitassem, cercaram a casa, os homens daquela cidade, os homens de Sodoma, desde o moço até ao velho; todo o povo de todos os bairros. E chamaram a Ló, e disseram-lhe: Onde estão os homens que a ti vieram nesta noite? Traze-os fora a nós, para que os conheçamos." (Gn 18:1; 19:1-5).

Uma passagem em Hebreus 13:2, que talvez se refira a esse episódio envolvendo Abraão e Ló, mostra que a aparência dos anjos pode ser humana, o que faria com que alguns viessem a recebê-los com se fossem homens normais. A passagem não especifica que tipo de anjos, e acredito que o mesmo deve valer para os anjos caídos. "Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos.".

Não sabemos qual a aparência de Satanás, pois ele não pertence à classe dos anjos, mas dos querubins, mas sabemos que ele pode se apresentar na forma de anjo. "E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz." (2 Co 11:14). Ele é chamado de querubim em Ezequiel: "Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas." (Ez 28:14).

Quando o Senhor mandou Moisés fazer dois querubins para colocar sobre a tampa ou propiciatório da arca indicou que eles teriam asas, o que já denota que sua aparência não é a mesma dos anjos como os que visitaram Abraão e Ló. "Os querubins estenderão as suas asas por cima, cobrindo com elas o propiciatório; as faces deles uma defronte da outra; as faces dos querubins estarão voltadas para o propiciatório.". (Êx 25:20). A expressão "rostos", no plural, pode tanto se referir aos dois querubins ou aos mais de um rosto com que um querubim aparece na Bíblia.

A aparência dos querubins em Ezequiel é difícil de explicar em termos concretos, pois "cada um tinha quatro rostos; o rosto do primeiro era rosto de querubim, e o rosto do segundo, rosto de homem, e do terceiro era rosto de leão, e do quarto, rosto de águia." (Ez 10:14). Em Ezequiel 41:18 "cada querubim tinha dois rostos", o que dificulta ainda mais sua identificação em termos do que conhecemos na terra.

Na Bíblia encontramos ainda outros seres que habitam o mundo espiritual, como os "arcanjos" (Jd 1:9), os "vigias" (Dn 4:13), os "seres viventes" (Ez 1:5), os "embaixadores" (Is 33:7), os "serafins" (Is 6:2), além dos "espíritos malignos" ou "demônios" (Mt 8:31) e talvez outros seres que são difíceis de identificar no texto bíblico pois às vezes aparecem com nomes simbólicos.

Assim os demônios, ao contrário dos demais seres do mundo espiritual com diferentes aparências, parecem precisar de corpos para se sentirem completos, e por isso podem possuir pessoas e animais. Vemos apenas um caso na Bíblia de possessão não demoníaca, que foi quando Satanás, um querubim (que não é anjo e nem demônio) se apossou de Judas. "Entrou, porém, Satanás em Judas, que tinha por sobrenome Iscariotes, o qual era do número dos doze." (Lc 22:3).

Quanto à sua dúvida se o termo "província" daria a entender que demônios possuem feudos, tudo o que sei é que gostam de andar em grupos ou legiões. Aqueles homens gadarenos estavam possuídos por pelo menos dois mil espíritos malignos, pois foi o número de porcos possuídos e mortos no penhasco. Maria Madalena foi liberta de sete demônios.

Até mesmo na parábola de Jesus não é apenas um espírito maligno que passa a ocupar a casa vazia de Israel, mas sete (tem o sentido também de um número completo). Repare que na parábola Jesus não está falando de um homem específico, mas de toda uma geração e de Israel:

"E, quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra. Então diz: Voltarei para a minha casa, de onde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada. Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e são os últimos atos desse homem piores do que os primeiros. Assim acontecerá também a esta geração má." (Mt 12:43-45).

por Mario Persona 

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário