REVOLUÇÃO DEMOCRÁTICA DE 1964 - Se Liga na Informação



Caros amigos
31 de Março, uma data que retoma seu lugar e sua importância histórica.
Os primeiros 90 dias do ano de 1964 foram palco de eventos que, envolvendo o Presidente da República, aproximaram o Brasil, como nunca antes, do abismo que nos tempos de hoje fez sucumbir e destruir a próspera e rica Venezuela.
Vivia-se o clímax de mais uma tentativa de tomada do poder pelas forças que, desfrutando das liberdades democráticas, hipócrita e permanentemente, conspiram contra elas.
A rápida reação preventiva das FFAA, sob o aplauso quase unânime da Nação, frustrou o intento e afastou do território da Pátria o manto vermelho que ameaçava sufocá-la.
As forças vivas da sociedade já haviam sentido o perigo e clamavam pela atitude protetora e saneadora que, em 31 de marco de 1964, partiu da Terra das Alterosas em direção ao Rio de Janeiro.
Nas palavras do comunista histórico Jacob Gorender em “Combate nas Trevas”: “A precipitação ousada dos generais Mourão e Guedes se revelou acertada”. (…) “Houve a possibilidade de [a esquerda] vencer, mas foi perdida”. (…) “A intenção legitimista de Casttello Branco se frustrou pelos acontecimentos [ações terroristas] de 1968”.
E arremata dizendo: “Fez-se a identificação da ditadura militar (sic) como fascismo. Penso ser uma tese falsa, pois esconde exatamente o mais peculiar do regime político imperante de 1964 a 1985: o comando ostensivo do Estado pelas Forças Armadas (não por um caudilho militar). A direção do Estado não foi monopolizada por um partido fascista (…), mas pela instituição estatal permanente detentora do exercício superior da coerção. Ao invés de facistização, houve a militarização do Estado”.
A luz dessas e outras verdades, é justo e necessário o resgate do evento histórico e a sua comemoração, como reverências aos patriotas que ousaram protagonizá-lo e cujo exemplo nos tem inspirado na gloriosa tarefa de preservar a democracia e a liberdade no Brasil.
General Paulo Chagas



Nenhum comentário:

Postar um comentário