SETE DEGRAUS DO SUCESSO MINISTERIAL - Se Liga na Informação



SETE DEGRAUS DO SUCESSO MINISTERIAL

Compartilhar isso

 I. CHAMADO

Jd 1: “Judas, servo de Jesus Cristo, e irmão de Tiago, aos chamados, santificados em Deus Pai, e conservados por Jesus Cristo”.
De onde? Podemos dizer que em primeiro lugar, fomos chamados do mundo para a “Igreja” (Gl 5.13; 1ª Pe 2.9), depois da igreja para o “ministério” (1ª Tm 1.9).

1. Uma vocação.
1.1. Soberana - Fl 3.14.
1.2. Digna - 2ª Ts 1.11.
1.3. Santa - 1ª Tm 1.9.
1.4. Celestial - Hb 3.1.

II. PROVADO

Tiago 1.2-4: “Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações; 3 Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência. 4 Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma”.

1. Depois de convocado, o Senhor nos “provará” - Ap 2.2: “Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos”.

2. A provação não vem pela derrota, e sim, para testar a nossa “fé” - 1ª Pe 1.6-7: “Em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações, 7 Para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo.”

3. No que tange o obreiro, a provação vem para purificar das “escórias”. Como seremos provados?

3.1. Provados como o “ouro” - Zc 13.9: “E farei passar esta terceira parte pelo fogo, e a purificarei, como se purifica a prata, e a provarei, como se prova o ouro. Ela invocará o meu nome, e eu a ouvirei; direi: É meu povo; e ela dirá: O SENHOR é o meu Deus”.
Quanto mais se purifica o ouro, mais valioso ele se torna, quanto mais se purifica (prova) o obreiro, mais valioso ele se torna para o uso do Senhor, sabendo que ele não nos prova acima do que podemos suportar.
1ª Co 10.13: “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar”.

3.2. Provados no labor - Gl 6.4: “Mas prove cada um a sua própria obra, e terá glória só em si mesmo, e não noutro”.

3.3. A oração do salmista - Sl 26.2: “Julga-me, SENHOR, pois tenho andado em minha sinceridade; tenho confiado também no SENHOR; não vacilarei. 2 Examina-me, SENHOR, e prova-me; esquadrinha os meus rins e o meu coração”.
Sl 139.23: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos”.

III. APROVADO

2ª Tm 2.15: “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”.
A prova é um teste, aqui é o resultado, se formos aprovados, bem-aventurados somos. Quando passamos no teste, somos aprovados:

1. Por Deus. At 2.22: “Homens israelitas, escutai estas palavras: A Jesus Nazareno, homem aprovado por Deus entre vós com maravilhas, prodígios e sinais, que Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis”.

2. Pelos homens - Rm 14.18: “Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens”.

3. A recompensa - Tg 1.12: “Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam”.

IV. ESCOLHIDO
At 6.3: “Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio”.

1. Quem nos escolheu? 1ª Co 1.27: “Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes”.

2. Quando nos escolheu? 2ª Ts 2.13: “Mas devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados do Senhor, por vos ter Deus elegido desde o princípio para a salvação, em santificação do Espírito, e fé da verdade”.

3. Por que nos escolheu? Dt 7.6: “Porque povo santo és ao SENHOR teu Deus; o SENHOR teu Deus te escolheu, para que lhe fosses o seu povo especial, de todos os povos que há sobre a terra”.

4. De onde nos escolheu? Jo 15.19: “Se vós fósseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia”.

5. Para quem nos escolheu? At 9.15: “Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel”.

6. Para que nos escolheu? Jo 3.15: “Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.
7. Quem tem sido escolhido? Tg 2.5: “Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam”?
Mt 11.25: “Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos”.
Lc 19.10: “Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido”.

V. SEPARADO

At 13.2: “E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado”.
O termo “separar” na Bíblia significa: consagrado para uso exclusivo do Senhor”.
Exemplos:
5.1. A tribo de Levi, separada para o Senhor            (Dt 10.8).
5.2. O Tabernáculo     (Lv 8.10).
5.3. O Templo (2º Cr 2.4; 7.6).
5.4. Os objetos            (2ª Sm 8.11).
5.5. Barnabé e Saulo (At 13.2).

VI. ENVIADO

1. Obreiro: enviado celestial.
Um enviado representa aquele que o enviou. Quem envia?

1.1. O Senhor - Jo 20.21: “Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós”.

1.2. O Espírito Santo - At 13.4: “E assim estes, enviados pelo Espírito Santo, desceram a Selêucia e dali navegaram para Chipre”.

2. Para que envia? Para “pregar” (Mc 16.15).

2.1. O arrependimento - Lc 24.46-47: “E disse-lhes: Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressuscitasse dentre os mortos, 47 E em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém.”

2.2. O Batismo. Mc 1.4: “Apareceu João batizando no deserto, e pregando o batismo de arrependimento, para remissão dos pecados.”

2.3. A Palavra - 2ª Tm 4.1-2: “Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, 2 Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.”

2.4. O Reino - Lc 9.2: “E enviou-os a pregar o reino de Deus, e a curar os enfermos”.

2.5. A Ressurreição - At 28.31: “Pregando o reino de Deus, e ensinando com toda a liberdade as coisas pertencentes ao Senhor Jesus Cristo, sem impedimento algum.”

2.6. A Rebeldia - Ez 2.3: “E disse-me: Filho do homem, eu te envio aos filhos de Israel, às nações rebeldes que se rebelaram contra mim; eles e seus pais transgrediram contra mim até este mesmo dia”.
2.7. A Cristo - Fl 1.16-17: “Uns, na verdade, anunciam a Cristo por contenção, não puramente, julgando acrescentar aflição às minhas prisões. 17 Mas outros, por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho.”

VII. CONFIRMADO

2ª Pe 1.10: “Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis”.
Confirmação, o último degrau do Sucesso Ministerial. Como pode um obreiro saber que o SENHOR está confirmando a sua vocação e ministério?
Confirmado através:

1. Dos Dons Espirituais visíveis em sua vida - Mc 16.20: “E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém”.

2. Da Autoridade no nome poderoso de Jesus Cristo, o nosso documento legal. Mc 16.17: “E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demónios; falarão novas línguas”.

3. Do Amor exercido para com os de fora e os de dentro - 1ª Co 13.13:Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor”.

4. Dos frutos produzidos. Jo 15.16: “Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda”.

5. Dos filhos gerados espiritualmente - 1ª Co 4.14-15: “Não escrevo estas coisas para vos envergonhar; mas admoesto-vos como meus filhos amados. 15 Porque ainda que tivésseis dez mil aios em Cristo, não teríeis, contudo, muitos pais; porque eu pelo evangelho vos gerei em Jesus Cristo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário