Nordeste teve maior redução no número de mortes violentas no 1º semestre, diz monitor - Se Liga na Informação



Nordeste teve maior redução no número de mortes violentas no 1º semestre, diz monitor

Compartilhar isso

Ao longo do primeiro semestre deste ano, o Brasil registrou uma queda de 22% no número de mortes violentas em comparação com o mesmo período do ano anterior. Foram 21.289 assassinatos antes os 27.371 de 2018, seis mil a menos. Dentro desse quadro, a região Nordeste foi a que contribuiu com a maior diminuição, com 3.244 mortes a menos, o equivalente a 53% da redução.

Apesar da tendência de queda, o número de assassinatos continua alto. De acordo com o G1, o Brasil registra uma morte violenta a cada 12 minutos. Em média, 118 por dia.

Esses dados foram extraídos do Monitor da Violência, ferramenta criada pelo portal, em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, para acompanhar o índice de homicídios no país mês a mês.

O detalhamento indica que três estados tiveram quedas superiores a 30%: Sergipe, Rio Grande do Norte e Ceará. Esse último, inclusive, registrou 1/5 da redução de mortes do país.

Em quinto lugar no ranking de queda, a Bahia representa 8,1% dessa diminuição.

Na outra ponta, o estado de Roraima, no Norte, registrou a menor redução, com apenas 0,6% de homicídios a menos que o registrado no mesmo período de 2018.

MORTES VIOLENTAS NA BAHIA
Assim como o Monitor da Violência, os mecanismos de contabilidade da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) indicam que houve diminuição no número de Crimes Violentos Letais Intencionais, os CVLIs - sigla que incorpora casos de homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte. No entanto, os dados do estado apontam uma queda maior, de 16%, em comparação com o mesmo período do ano passado

Em números absolutos, foram 493 casos a menos no primeiro semestre de 2019.

Procurada pelo Bahia Notícias, a secretaria afirma que em Salvador a queda foi de 17,4%, na Região Metropolitana, de 19,4% e no interior, de 15,1%.

"A redução dos crimes violentos é resultado de uma série de ações, que vão desde investimento em inteligência policial e tecnologia, até a prevenção na ponta, com a educação e conscientização de crianças e jovens, através de ações sociais. A diminuição dos índices criminais na Bahia também é fruto de anos de trabalho intenso, com acompanhamento das manchas criminais, capacitação das forças e, principalmente, desarticulação de grandes grupos criminosos, responsáveis por grande parte das mortes cometidas no estado", defende a SSP-BA em nota. A pasta destaca ainda o combate ao tráfico de drogas e a utilização do sistema de reconhecimento facial, que une a ação policial a novas tecnologias disponíveis no mercado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário