O PERIGO DE BUSCAR SUCESSO INDEPENDENTE DE DEUS - Se Liga na Informação



O PERIGO DE BUSCAR SUCESSO INDEPENDENTE DE DEUS

Compartilhar isso

INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Isaías 22:15-21

1. Jamais devemos desconsiderar Deus em nossos projetos de vida. Ele sabe o que nós realmente precisamos.
2. Jamais devemos desprezar àquele que é Senhor do tempo, do mundo e do Universo. Ele informa o rumo da história aos seres humanos.
3. Jamais devemos depreciar a revelação de Deus em nossos planos de ação. Ele é a razão de nossa existência.

a) Sebna é o retrato do administrador egoísta, do gerente infiel, e do mordomo aproveitador, que age sempre visando lucro pessoal em detrimento do povo em que administra.
b) Sebna é símbolo de políticos interesseiros e governadores gananciosos que trabalham apenas para buscar honras para si mesmos.
c) Sebna é a representação daqueles que recebem oportunidades e cargos importantes, porém não cumprem fielmente com o propósito pelo qual foram nomeados – agem independentes de Deus.

I. DEUS PERCEBE O EGOÍSMO DO INDIVÍDUO QUE É AMBICIOSO EMPREENDEDOR – Isaías 22:15

O profeta Isaías recebe ordem de Deus para se encontrar com Sebna. Deus conhece as pessoas por nome. Também conhece a profissão de cada indivíduo. “Vai ter com esse administrador..., o mordomo”. Deus está atento a tudo. Sabe que Sebna ocupava uma posição de honra, que era um grande oficial na corte, abaixo apenas do rei Ezequias. Do versículo 15 destaco os seguintes ensinamentos: 

1. Não importa quão importante você seja ou o cargo elevado que ocupa, Deus sempre estará acima de você.
2. Não importa o quanto você possa subir na vida, ninguém jamais conseguirá ocupar o lugar de Deus.
3. Não importa quão ambiciosa, gananciosa e egoísta seja uma pessoa, Deus fará alguma coisa para alertar do perigo de prosseguir nesse caminho.

II. DEUS JULGA E REVELA SUAS ANÁLISES ANTES DE EXECUTAR QUALQUER AÇÃO – Isaías 22:16-19

Antes de apresentar o que Deus fará a Sebna, o profeta lhe faz algumas perguntas retóricas objetivando chamar a atenção do réu que estava sendo julgado pelo Juiz do Céu. Deus é misericordioso até com pessoas desprovidas de misericórdia; mesmo assim, há um limite. O texto nos brinda com as seguintes verdades:

1. O orgulho impede que o indivíduo se renda às perguntas exortativas que Deus faz tentando salvar aos perdidos no seu egoísmo. Sebna não respondeu nenhuma pergunta do profeta de Deus.

2. O orgulho não reage positivamente nem mesmo frente a uma revelação chocante de Deus. Por isso, evidentemente, nenhum orgulhoso estará verdadeiramente habilitado para assumir um cargo importante. Consequentemente, percebemos que: 

a) Deus lança o orgulhoso fora de seu posto: Sebna perde seu posto para Eliaquim. Em Isaías 36:3 apresenta o cumprimento desta parte da profecia. Sebna se tornou escrivão, e Eliaquim, mordomo, substituindo-o. Deus mesmo derrubou Sebna de seu cargo, ninguém puxou seu tapete (v. 19).

b) Deus humilhará àqueles que se exaltam: Sebna erguia um monumento para si quando a nação estava em declínio, ele preparava seu futuro visando honrar e exaltar seu nome. Contudo, ele seria levado cativo como uma bola rolando em situação humilhante. Deus mesmo faria isso através de Babilônia (vs. 17-18).

c) Deus põe limites aos ambiciosos sonhos egoístas de um indivíduo que deveria cuidar do povo: Sebna construiu uma sepultura pomposa para si como se fosse rei quando o reino de Judá estava em declínio evidente (vs. 1-14). Sebna estava desviando dinheiro para aplicar em seus próprios interesses, certamente Deus o desviaria de seus objetivos e planos arrojados. Em vez de uma sepultura pomposa e gloriosa, Sebna morreria no exílio, bem diferente do que planejou (v. 18).

3. O orgulho não se rende a Deus mesmo diante de uma revelação tão clara do destino provido por este pecado. O fim do orgulhoso é a desgraça, a humilhação e a vergonha; porém, nem mesmo sabendo disso, o orgulhoso abre mão desse veneno horroroso.

III. DEUS RETIRA DO CARGO ÀQUELE QUE NÃO SE PREOCUPA EM FAZER O CERTO, E COLOCA OUTRA PESSOA NO LUGAR – Isaías 22:20-21

Sebna não morreria no cargo importante que ocupava, nem seria colocado na esplendorosa tumba que havia construído; seus planos seriam dissipados por Deus e o próprio Deus colocaria Eliaquim em seu elevado cargo administrativo. Os planos de Deus prevalecem mesmo em face daqueles que acham que podem traçar seu próprio destino como se fossem donos do tempo e da história. 

1. Deus sempre encontra alguém para substituir àqueles que não são responsáveis em sua posição diante do povo. O orgulhoso, vaidoso, egoísta e ganancioso não representa a Deus; pelo contrário, é um inimigo dEle entre Seu povo. Então, Deus mesmo o retira e chama outro para ocupar seu lugar.

2. Deus sempre tem alguém humilde preparado para ocupar o lugar do arrogante, ambicioso e orgulhoso. É Deus quem exalta aos humildes. Os humildes não precisam de que alguém os indique para cargos importantes. O próprio Deus se encarrega disso. O humilde não precisa se promover, pois Deus o promove. Deus honra aqueles que O honram.

3. Deus está no controle mesmo quando parece que os corruptos estão conseguindo tudo o que querem. Por mais forte que fosse Sebna (v. 17), Deus chamaria o Eliaquim, colocaria nele a túnica e o cinto de Sebna e, transferiria o domínio de Sebna para ele (v. 21).

a) Eliaquim é o retrato de líderes e administradores que são amorosos, atenciosos e provedores como um pai.
b) Eliaquim é símbolo daqueles que não beneficiam a si mesmos, pois sua atenção visa atender ao povo que está sob sua administração.
c) Eliaquim representa àqueles administradores que fazem a diferença, se preocupando com os fracos, e amparam aos que precisam de ajuda.

CONCLUSÃO E APELO: 

1. A pessoa que aproveita dos outros para construir seu nome, explora seu cargo elevado para tirar vantagens, e age orgulhosamente, precisa abrir os olhos para perceber que aquilo que parece sucesso, honra e glória resultará em fracasso, vergonha e humilhação. Deus não quer homens como Sebna em cargos importantes; Ele quer pessoas como Eliaquim.

2. A pessoa que é diligente nas pequenas coisas, e dedicado nos cargos mais baixos, estão sendo observados por Deus e a Seu tempo Deus a exaltará; ainda que para isso terá de humilhar os soberbos, vaidosos e avarentos. Não é sábio colocar nossos interesses acima da missão que Deus tem para nós. Lembre-se que agir independente de Deus resulta num futuro deprimente!

3. A pessoa que não serve humildemente a Deus dificilmente terá seus sonhos executados, além de não perceber que seus planos de sucesso é o caminho do fracasso; por outro lado, os humildes serão surpreendidos com a concretização dos planos de Deus para sua vida. Quem é você nessa história: Sebna ou Eliaquim?

Pr. Heber Toth Armí

Nenhum comentário:

Postar um comentário