Quem não dar o dízimo perde a salvação? - Se Liga na Informação



Quem não dar o dízimo perde a salvação?

Compartilhar isso

Quem não der o dízimo perde a salvação? 
Muitas pessoas tem medo de não dar o dízimo e perder a salvação. Duas pessoas já me disseram isso, uma delas foi ontem. Uma das táticas de algumas igrejas para enganar e forças as pessoas a darem dinheiro para eles é o medo e ameaças como esta. Pessoas que não tem conhecimento bíblico acaba caindo.


Vivemos hoje na nova aliança, a salvação hoje é unicamente pela fé. Paulo disse que "nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus" (Romanos 8.1). Para aqueles que vivem debaixo da graça não há condenação. Vamos ler (Efésios 2.8-10) "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus. 9Não vem das obras, para que ninguém se glorie. 10Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas".



Não vêm das obras inclui tanto obras da lei como as boas obras. Paulo disse que "não vêm das obras para que ninguém se glorie", ou seja, a salvação não é por méritos. No verso 10 fica claro que fomos chamados para as boas obras e não pelas boas obras que houvéssemos feito.



 Isso também podemos aplicar também quanto a questão do dízimo, se o fato de não dar o dízimo perdesse a salvação, então quem desse seria salvo. Seria algo vinculado a salvação, algo que faz parte da salvação e algo por méritos. temos que saber separar Israel de igreja, graça e a lei, senão a pessoa ficará confundida e será facilmente enganada por algumas igrejas.



Na lei as obras eram fundamental para ser abençoado, quem fosse obediente era abençoado e quem não fosse podia ser amaldiçoado. Deus prometeu para Israel que os livrariam das pragas aquele que desse o dízimo, e seria abençoado na lavoura com boas colheitas. O texto de (Malaquias 3.10) está totalmente associado a lavoura e foi uma promessa a Israel onde todos que dessem seriam abençoado com boas colheitas. Isso não se aplica aos nossos dias porque muitos que dão o dízimo são pobres, alguns perdem o emprego e muitos não prosperam, trabalham apenas para viver. Aquele que tem uma vida melhor atribui isso ao fato de ser dizimista, então nesse caso Deus escolheria as pessoas que seriam abençoadas, bem diferente da promessa de Malaquias onde era para todos e não limitado a alguns. Aí já vemos algo errado. Vou explicar agora a verdade sobre o dízimo de Malaquias e a forma correta do novo testamento.



No velho testamento o dízimo era obrigatório sob pena de maldição com lavouras ruins, no novo testamento a contribuição é voluntária como Paulo ensinou (2 Coríntios 9.7) "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria". Veja que Paulo disse: " não com tristeza ou por necessidade, é algo voluntário. No VT era você da ou se da mal. No NT não é por medo e nem por obrigação, e nem por ameaças de castigo. veja que Paulo disse que Deus ama o que da com alegria.



O princípio que se aplica hoje para ser abençoado, é que somos abençoados pela fé e não comprado com dinheiro, uma forma de barganha, uma moeda de troca. No NT não tem valor estipulado, Paulo disse: "cada um contribua segundo propôs no seu coração". Então deve ser proporcional ao seu ganho, e ser dado de boa vontade. Agora vou dar o significado dos versos 10-11 de Malaquias. Isto foi dito para Israel e não para a igreja, Israel é uma coisa e igreja é outra, a igreja foi fundada em (Atos 2).



Vamos começar pelo verso 10. "Trazei todos os dízimos a casa do tesouro". A casa do tesouro era um compartimento que ficava no templo, onde era guardado as contribuições. Hoje a casa do tesouro fica nas fazendas, mansões e propriedades dos líderes, presidente e fundadores de igrejas. Pesquise na internet que você vai ver.



"...Se eu não vos abrir as janelas do céu..." Muitos pregadores, pastores e líderes religiosos dizem que "janela do céu" se refere a milagres, como carro, casa e bens materias. Se fosse isso então porque não se cumpre na vida de todos que dão o dízimo? sendo que muitos são pobres e não tem bens materiais? Veja que as bençõos no VT era para todos que dessem o dízimo, e não para aqueles a quem Deus escolhece. O texto de (Malaquias 3.10-11) está totalmente relacionado a lavouras, veja o verso 11 onde esclarece tudo " E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos". Veja que disse: "fruto da vossa terra e vide do campo".



Janelas do céu se refere a chuva e não a milagres como alguns dizem hoje, em (Gênesis 7.11) diz que Deus abriu as janelas do céu e caiu chuva sobre a terra no dilúvio, no capítulo 8.2 diz que as janelas do céu se fecharam e a chuva parou. Se fosse hoje na interpretações deles, você da o dízimo e as janelas do céu se abrem e cai dinheiro e bens materiais em cima de você. Agora o verso 11. "E por causa de vós repreendereis o devorador..." Alguns ainda nos dias de hoje tem a coragem de dizer o mesmo que eu ouvia quando era criança, o devorar são demônios que devoram as finanças daqueles que não dão o dízimo. Não sei de onde que tiraram isso, pior que acreditávamos. O devorador não tem nada haver com demônio, só continuar lendo o versículo que diz: "para que não consuma o produto da terra" veja que está totalmente relacionado a lavoura.



O devorador era gafanhotos, pragas que devoravam as lavouras, Deus prometeu que aqueles que dizimassem ele os livraria desta praga. Para quem trabalha no campo hoje, você nunca viu alguém que deu o dízimo e os gafanhotos pularam a plantação dele e comeram a  plantação do vizinho, isso é manipulação do tempo da minha avó, hoje não da mais para cair nesta. Ou então se você não dar o dízimo os demônios substituto dos gafanhotos que adotaram o nome de devoradores vão devorar suas finanças.Este texto está relacionado a lavouras, Deus os livrariam das pragas de lavouras ruins os que dessem os dízimos e ofertas.



Não sou contra quem de, mas se você for dar, veja para onde está indo, veja se os líderes e presidentes da sua igreja não são ricos, veja o carro deles, veja o padrão da casa onde moram, se eles tiverem uma vida abastada, não vai pensar que é milagre que não é. Quem financia a riqueza deles é você. O milagre deles é você que está fazendo e não Deus. A contribuição nos padrões do velho e novo testamento, é para a manutenção da obra e ajuda aos necessitados, e não para enriquecimento de líderes religiosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário