Falsos profetas, falsos mestres, grande perigo! - Se Liga na Informação



Falsos profetas, falsos mestres, grande perigo!

Compartilhar isso

O erro doutrinário mais perigoso é aquele que se parece com a verdade, pois uma meia verdade não deixa de ser mentira.


Muitos teólogos e pregadores leigos estão optando pela modernização, não só da administração da igreja, mas também tentam adaptar a Palavra de Deus às circunstâncias que se apresentam em nossos dias. Vemos diversos líderes tentando manipular os seus seguidores (1 Pe 5.2) procurando engodá-los (Gl 3.1), desviando o seu olhar da pessoa bendita de Jesus Cristo. Alguns mestres e pregadores alegam ser profundos estudiosos da Bíblia, e estes pretensos exegetas que torcem a verdade para o benefício de suas ideias, já há muito tempo foram denunciados pelo apóstolo Pedro (2 Pe 3.16,17).
O erro doutrinário mais perigoso é aquele que se parece com a verdade, pois uma meia verdade não deixa de ser mentira; torcer a Palavra de Deus é uma especialidade do inimigo de nossas almas (Gn 3.4 comparado com Gn 2.17 e Mt 4.3-6 texto aplicado fora do contexto), uma vez que ele é o pai da mentira (Jo 8.44).

O objetivo da verdade é libertar (Jo 8.32,36) e, como toda a verdade é paralela, o objetivo da mentira é escravizar e condenar (Ap 21.27; 22.15).
Em nossos dias não são poucos os que militam para que o povo creia em mentiras (Jr 28.15,16), procurando usar a Palavra de Deus para abalizar suas doutrinas, entretanto, a própria Bíblia testifica que nenhuma mentira é oriunda da verdade (1Jo 2.21).
Em 1 Tm 4.1 a Escritura fala de “espíritos enganadores”, de modo que devemos “provar” os espíritos , isto é, discernir a procedência de determinada doutrina ou manifestação, principalmente se a mesma está de acordo com a Palavra de Deus em sua totalidade, sem isolar textos (1Jo 4.1; 1Co 14.29; Gl 1.6-9 = a palavra grega anathema, significa “maldito, maldição”).
“Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha porque o próprio satanás, se transfigura em anjo de luz. Não é muito pois que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça: o fim dos quais será conforme as suas obras”.  2 Co 11.13-15
Por Roberto Cruvinel, pastor da Igreja AD Pleroma e O Brasil para Cristo, mestre em Teologia, especialização em Filosofia Cristã, Professor de grego bíblico - Diretor da Escola Teológica Pr. Virgílio dos Santos Rodrigues.
* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Se Liga na Informação

Nenhum comentário:

Postar um comentário