Um pastor pode levar disciplina? - Se Liga na Informação



Um pastor pode levar disciplina?

Compartilhar isso



Quando uma pessoa comete pecado grave leva disciplina dada pelo pastor, mas quando o pastor comete pecado grave, o que deve acontecer segundo a bíblia? Um dos requisitos para o pastorado é ser irrepreensível (1 Timóteo 3.2-5) "Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher...". Mas irrepreensível aqui não significa que o pastor não possa ser repreendido, significa que o pastor não possa dar motivos para ser repreendido, tanto antes de assumir a função pois existe uma série de requisitos que Paulo exigiu, e depois que assumir a função deverá estar dentro dos requisitos exigidos por Paulo, e um deles é não dar motivos para ser repreendido.


 Vamos a dois exemplos na bíblia. (Gálatas 2.11) "E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível. 12Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão". Veja que Paulo disse: "Resisti-lhe na cara porque era repreensível". O contrário do que tinha dito para Timóteo que deveria ser irrepreensível. Paulo repreendeu Pedro devido sua hipocrisia porque deu motivo para ser repreendido.



 O outro (1 Timóteo 5.19-20) "Não aceites acusação contra presbítero, senão com duas ou três testemunhas. Aos que pecarem, repreende-os na presença de todos, para que também os outros tenham temor". Isso indica que o pastor que peca não deve ser acobertado pela cúpula da igreja, deverá ser disciplinado, se for adultério perderá um dos requisitos para o pastorado "marido de uma só mulher", e não poderá mais ser pastor, poderá ter funções inferior como cooperador ou obreiro, diácono por exemplo, mas pastor não pode mais pois perdeu o testemunho, mesmo que tenha se arrependido e Deus tenha o perdoado, mas não poderá mais dar conselhos e palestras a casais porque agora alguns terão motivos para acusa-lo como alguém que não resistiu a carne.



Davi era rei, chamado e escolhido por Deus, nem assim ficou sem punição. Pagou caro pelo erro e levou as consequências para o resto da vida. A bíblia nos deixa claro, tanto no velho quanto no novo testamento que o pecado não poderá ficar impune, Davi escondeu seu erro e foi repreendido pelo profeta. O pecado tolerado, tanto da liderança quanto dos membros leva a igreja ao conformismo e a apostasia como vemos nos dias. As portas para o pecado na igreja deve ser mantidas fechadas e o pecado cometido não tolerado e disciplinado quando necessário.



Um pastor não é um homem blindado do tipo "ai de quem tocar no ungido do Senhor" e também o homem que da a palavra final em termos bíblicos. A palavra final quem da é a bíblia. Um pastor pode ser corrido em qualquer situação, desde de erros simples de interpretação da bíblia, até erros mais graves. Tudo isso é dentro dos padrões bíblicos. Na pratica isso não acontece em igrejas de manipuladores onde o foco principal é o dinheiro, igrejas dirigidas por mandatários, e alguns casos, são os próprios donos ou administradores de igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário