Fazer rifa na igreja é algo correto? O que a bíblia ensina? - Se Liga na Informação





Fazer rifa na igreja é algo correto? O que a bíblia ensina?

Compartilhar isso
Você pergunta: Em minha igreja é muito comum todos os anos fazerem várias rifas para ajudar em algumas coisas que a igreja precisa e até os mais necessitados. Eu, às vezes, fico me perguntando se isso está correto, se fazer rifa na igreja não é copiar as coisas do mundo. Qual a sua opinião sobre esse assunto? Devemos apoiar quando se faz rifa na igreja?
Cara leitora, esse é um dos assuntos que a Bíblia não trata de forma objetiva, até porque fazer rifas é algo mais moderno, não existia esse tipo de coisa nos tempos bíblicos. Mas eu gostaria de expor abaixo alguns motivos pelos quais acho que a igreja não deve fazer rifas:

Fazer rifa na igreja é algo correto?

Fazer rifa na igreja é algo correto?

(1) Não podemos negar que muitas vezes o objetivo da rifa é louvável. Às vezes é para fazer alguma reforma importante, ajudar alguma família, enfim, objetivos louváveis realmente podem existir. Porém, um dos pontos que mais me fazem ser contrário a rifas na igreja é que a rifa leva as pessoas a ajudarem incentivadas apenas pela possibilidade de ganhar algum prêmio. Se não fosse assim não haveria a necessidade da rifa, não é verdade? Ou seja, o coração da pessoa é movido pelo prêmio oferecido e não pelo objetivo louvável, pela vontade de verdadeiramente colaborar para que o objetivo seja alcançado.
(2) A Bíblia nos ensina a contribuir com a obra de Deus de forma espontânea, baseados em desejos e sentimentos corretos e que agradam a Deus. “Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria” (2 Coríntios 9:7). Aquele que deseja contribuir com alguma causa do reino de Deus o faz sem a necessidade de ter que ser estimulado por um prêmio ou estimulado pelo seu desejo de ganhar sempre algo em troca por tudo que faz. Ele faz estimulado pelo seu sentimento de dever, de ter em mãos a possibilidade de fazer o bem e obedecer ao que Deus ensina: “Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando” (Tiago 4:17).

(3) Fazer rifa na igreja contribui ainda mais para que as pessoas só aceitem fazer coisas baseadas no toma-lá-dá-cá. Ou seja, penso que esse tipo de coisa prejudica a vida das pessoas ao invés de motivá-las a uma vida de envolvimento solidário, desprendimento com as causas do reino de Deus. Quando vemos Paulo mencionando a liberalidade dos crentes da igreja da Macedônia, ele destaca a forma solidária, espontânea, envolvida e altamente amorosa com que eles contribuíam com as boas causas do reino de Deus: “Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários, pedindo-nos, com muitos rogos, a graça de participarem da assistência aos santos” (2 Coríntios 8: 3-4). Eu destaco a palavra “voluntários” usada no verso bíblico. Não foi preciso uma rifa para que essa igreja se motivasse, pois ela estava motivada pela motivação certa. É esse tipo de motivação que Deus louva em Sua palavra.
(4) Alguém pode dizer: mas sem fazer rifa na igreja não conseguimos arrecadar valores para realizar nada! Sim, é possível que em algumas igrejas, os membros tão acostumados a fazer coisas apenas tendo a percepção da possibilidade de ter algo em troca, não participem de chamadas espontâneas para ajuda em boas causas. Infelizmente existe muito egoísmo, inclusive na vida dos crentes. Nesse caso, a solução “mágica” não é fazer uma rifa na igreja para provocar essa motivação, antes, é abrir a palavra de Deus e pregar incessantemente sobre os princípios fundamentais da vida cristã, exortando esses crentes sobre o bom proceder dos discípulos de Cristo. O Espírito Santo se encarregará de trabalhar nos corações e mudá-los para uma motivação correta e saudável. Pegar o caminho mais fácil de fazer uma rifa para motivar as pessoas a ajudar me parece algo totalmente ruim para o desenvolvimento e crescimento dos discípulos de Cristo, antes, ajuda as pessoas a se manterem no caminho do egoísmo e da ajuda baseada apenas no toma-lá-dá-cá.
Obs.: Algumas pessoas sempre me perguntam qual é a minha ação quando alguém vem me oferecer alguma rifa, especialmente alguém de alguma igreja. A minha reação é a seguinte: eu vejo a causa para o qual se está se fazendo a rifa, se eu tiver condições financeiras no momento, ajudo com o valor da rifa, no entanto, não pego qualquer número para concorrer a nada, afinal, precisamos estar alinhados com nossas convicções. Se eu ajudo é pela motivação de ajudar e não por outra motivação menos nobre, como a de ganhar um prêmio.

3 comentários:

  1. Fiquei com vergonha quando Candia uma rifa é uma pessoa ímpia me disse que nós cristao não jogava loteria e fazia rifa sendo que todos dois ejogo de sorte e azar e fiquei envergonhado e desde de então nunca mais fiz tal coisa e fiz e faço a seguinte pergunta estou envergonhando a mim ou a deus tendo esse tipo de atitude?

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente estamos sendo i fluência
    Dos pelo mundo.eu repúdio essa atitude
    Temos que ser separado s do mundo.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito desse texto mi ajudou muito
    Em minha raiz já não jogava.. mais agora tenho base para isso

    ResponderExcluir