A PARÁBOLA DAS DEZ VIRGENS - Se Liga na Informação



A PARÁBOLA DAS DEZ VIRGENS

Compartilhar isso

A parábola das dez virgens, é escatológica e coube ao evangelista Mateus, escrevê-la no capítulo 25, versículos de 1 a 13. Nesta parábola, nove palavras podem ser citadas, tendo a letra “P”, como chave.

1. Propósito das dez virgens. O propósito delas era encontrar-se com o noivo (v. 1). Este tem sido o propósito de muita gente, mas nem todos se preparam para este encontro.

2. Prudência das virgens. “Cinco dentre elas eram néscias, insensatas e imprudentes, porém as outras cinco eram prudentes e sensatas, e não se descuidaram” (v. 2).



3. Preguiça das virgens. As néscias tomaram as suas lâmpadas, mas não levaram azeite (v. 3). Há pessoas que querem um encontro com Deus, mas não se esforçam e nem se comprometem. Esperam que alguém faça algo por elas.

4. Preparo das virgens. “As prudentes, além das lâmpadas, prepararam e levaram azeite nas vasilhas” para que nada lhes faltasse na última hora (v. 4).

5. Paciência das virgens. Todas tiveram paciência, não alteraram seus planos e, mesmo “tardando o noivo, foram tomadas de sono e adormeceram” (v. 5). Com certeza, as prudentes como estavam preparadas, adormeceram tranquilas;

6. Praxe das néscias. Mas à meia-noite, inesperadamente, o noivo chegou e ouviu-se um grito: “Eis o noivo”!
* As prudentes se levantaram e prepararam as suas lâmpadas, mas as néscias disseram às prudentes: “Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão-se apagando” (vs. 6-8).
* Esta é a praxe dos despreparados e negligentes. Não se aprontam e querem ser socorridos na última hora.

7. Precaução das prudentes. “Não, para que não nos falte a nós e a vós outras”! Ide, antes, aos que o vendem e comprai-o” (v. 9) Busca tardia dos negligentes.

8. Preço da negligência das néscias. “Saindo elas para comprar, chegou o noivo e fechou-se a porta” (v. 10b). “Chegando mais tarde, clamaram:  Senhor, Senhor, abre-nos a porta! (v. 11); Ele respondeu: “Não vos conheço” (v. 12).

9. Prêmio das cinco virgens prudentes. “Estas entraram com o noivo para as bodas” (v. 10a). “Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora” (v. 13).

Nenhum comentário:

Postar um comentário