Governador elogia o trabalho de igreja evangélica contra a dependência química - Se Liga na Informação



Governador elogia o trabalho de igreja evangélica contra a dependência química

Compartilhar isso

A batalha contra a dependência química não é algo que pode obter sucesso sem a participação efetiva da sociedade e suas instituições, como às igrejas evangélicas. Ainda assim, nas políticas públicas passadas o trabalho social das instituições religiosas contra o abuso de drogas não recebia o devido valor.
Felizmente essa realidade vem mudando, não só em nível federal, após o lançamento do novo programa de combate à dependência química do governo Bolsonaro, o qual inclui a participação das Comunidades Terapêuticas mantidas pelas igrejas, mas também a nível estadual.
Exemplo disso é o caso do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, que recentemente fez questão de destacar o trabalho social da Igreja Assembleia de Deus Madureira em seu estado, no tocante ao trabalho de recuperação de dependentes químicos.
A declaração do governador Caiado se deu durante a celebração dos 66 anos de vida do presidente da Convenção Estadual das Assembleias de Deus, bispo Oídes José do Carmo, na noite da última segunda-feira (5).

“Você é referência no cenário nacional. Todos sabem da sua dedicação, empenho e trabalho para ampliar discípulos e pastores no Estado de Goiás com um único objetivo: recuperar famílias, tirar pessoas da depressão, das drogas e levar esperança”, afirmou Caiado, segundo o Diário da Manhã.
O governador Caiado, que também é médico, pontuou que o combate à dependência química desenvolvido pelas igrejas evangélicas possui maior eficácia do que outros, visto que possui uma abordagem mais ampla, voltada para os aspectos emocionais, familiares e espirituais dos usuários.


Essa abordagem fenomenológica das Comunidades Terapêuticas evangélicas vai muito além da lógica farmacológica de tratamento da toxicodependência, a qual se concentra apenas da abstenção da droga, mas não nas causas que impulsionam o seu uso e dependência.
“Eles conseguem ter um resultado muito maior do que qualquer outro centro de reabilitação de dependentes de droga”, destacou Caiado. “Porque as pessoas saem dali dentro de um processo de inclusão social, um processo de esperança e de crença na Palavra de Deus. Isso faz com que a pessoa permaneça fora da droga e busque alternativas para a sua vida”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário