Admita que você tem depressão, isso não tira Jesus de você - Se Liga na Informação



Admita que você tem depressão, isso não tira Jesus de você

Compartilhar isso
Adam Weber destacou que procurar um pastor para aconselhamento e também ajuda profissional sempre é aconselhável.


Devastado pelo suicídio do pastor e amigo Jarrid Wilson, o pastor Adam Weber, Embrace Church, em Sioux Fall (Dakota do Sul, EUA) quis deixar claro em sua pregação recente: “Admitir que você está lutando na área da saúde mental não o torna um cristão ruim”.
Weber queria ecoar as palavras de Wilson, que era dedicado a preparar a igreja para apoiar aqueles que lutavam contra a depressão, ansiedade e suicídio. Wilson, que foi sincero sobre suas lutas contra a depressão, cometeu suicídio na última segunda-feira (9).
Em um podcast na quarta-feira, Weber, que lidera a Embrace Church, queria garantir aos outros e especialmente aos pastores que não há problema em admitir que estão lutando contra a depressão.
“Eu só quero dizer que não há problema em não estar bem”, disse ele. “Ei, pastores, não há problema em vocês não estarem bem. Vocês passam por muitas coisas ruins… Há algumas dinâmicas muito estranhas de ser pastor e, por muito tempo, parece impossível levantar a mão e dizer: ‘Não estou bem, estou lutando, há coisas na minha vida privada que não são agradáveis, estou tendo esses pensamentos que sei que estão errados, estou pensando em me matar”.
“Como irmão em Cristo e como pastor, eu quero lhe dizer que não há problema em não estar bem, que está tudo bem se você tiver que pedir ajuda”, acrescentou. “E não há problema em procurar ajuda fora da igreja”.
Weber destacou que procurar um pastor para se aconselhar é sempre bom, mas enfatizou a necessidade de buscar ajuda profissional, como um psicólogo, por exemplo.
“Busque ajuda”, afirmou o pastor. “Isso não faz de você um cristão ruim. Isso não está removendo Jesus da sua vida. Não. Na verdade, isso está lhe dando a capacidade de ver claramente Jesus. Se seu corpo está fisicamente fora de controle, é impossível realmente segui-Lo. Então, procure ajuda”.
Amizade
Anos atrás, Weber conheceu Jarrid Wilson em uma conferência. Eles eram os únicos dois restantes na sala após um intervalo entre palestras. Wilson quebrou o gelo para dizer: “Ei cara, como você está?”.
Quando Weber respondeu “não tão bem”, o pastor de Sioux Falls não esperava que Wilson ficasse e ouvisse sua história. Mas ele ficou.
Foi quando Weber começou a compartilhar suas lutas e seus sentimentos de esgotamento, pois liderava uma igreja que estava crescendo muito rápido e ele não conseguia acompanhar. Eles permaneceram em contato nos anos seguintes.
“Ele é um cara que, nos meus momentos mais baixos da vida, senti que poderia contar com alguém que eu precisava esconder nada, não precisava tentar impressioná-lo; ele era exatamente o cara que iria te encontrar exatamente como você é e te ouviria exatamente onde está”, disse Weber. Wilson era “rápido em celebrar a vida de outras pessoas, rápido em incentivar outras pessoas, rápido em fazer perguntas difíceis”.
Mesmo que passassem alguns meses sem fazer contato, Wilson mandaria uma mensagem dizendo: “Ei cara, só queria dizer que eu te amo cara” ou “te amo tanto, mano”.
“Esse era o Jarrid. Um coração voltado para amar as pessoas”, descreveu Weber.
Impacto e culpa
Então, quando soube na terça-feira de manhã que Wilson — que estava servindo como pastor associado na Harvest Christian Fellowship na Califórnia — tirou a própria vida, Weber teve dificuldade em acreditar nisso. Sua descrença na notícia foi tamanha que tentou mandar mensagens e ligar para Wilson.
“Fiquei completamente em choque”, disse Weber.
No dia anterior, ele havia perdido uma ligação de Wilson quando estava em uma reunião e estava trabalhando o dia inteiro.
Mais tarde naquela noite, Weber mandou uma mensagem de texto depois de ver a ligação perdida, à qual Wilson respondeu: “Provavelmente é bom você não ter respondido. Caí no choro e te liguei. hah”.
Depois de fazer algumas perguntas, Weber enviou uma oração especificamente para o pastor da Califórnia.
Nas últimas três semanas, os dois pastores estavam “conversando sobre muitas coisas diferentes”.
“Eu sei que ele estava passando por algumas coisas, apenas tentando descobrir qual era o seu objetivo, onde ele deveria estar na vida. Mas, genuinamente, mesmo olhando para as mensagens, não imaginava que isso fosse acontecer. Fiquei totalmente cego”, disse Weber.
Weber confessou que sente alguns arrependimentos.
“Eu gostaria de ter pressionado você com mais força, ter feito mais perguntas. Você sabia todas as coisas certas a serem feitas em relação à depressão, mas eu gostaria de ter dito que você não pode lidar com isso. Mais do que tudo, eu gostaria de ter te chamado mais”, twittou Weber na terça-feira, como um tipo de mensagem ao amigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário